quarta-feira, 11 de agosto de 2010

La Vida de La Cumbuquita - 2° Episódio - 2ª Parte (O Ex Coisa)





Olá, cumbucas! Estão curiosos para o primeiro ápice da historinha?

Cá estou para continuar o CAUSO do "EX EX COISA", o Tupperware.

Ps.: a imagem acima foi "criada" por ele, depois da minha QUEDA da esteira! Legal, né? Espero que o desenho não reflita o que ele pensa a respeito da minha beleza exterior. Hahahaha!


Pois bem, NO CAMINHO, essa criatura me para, fica de frente pra mim... E eu me saio. Viro o rosto. Vergonha, nervosismo, coisa de JUVENIL, né? Mas ele me diz: "Acabo de levar um fora".
Jamais faria isso com aquela criatura que estava parada diante de mim com cara de cachorro órfão e molhado em frente a um mostruário de galetos.

Voltei para a frente dele e ... Dei o MELHOR beijo da minha vida. Não queria que ele lesse isso, apesar de ele já saber o que achei, mas em nome do blog e de vocês, ficarei exposta, não só para ele, mas para os "conhecidos" que entram aqui. Enfim, sabem o que é química? Eu até "sabia", mas não imaginava que a expectativa fosse ser correspondida. Era demais acreditar que uma pessoa tão boa de PAPO beijaria TÃO BEM.

Infeliz! ¬¬ Poderia ter sido ruim. Mas nenhuma palavra descreve a água na boca que dá só de lembrar daquilo. ¬¬.2
Coitadas das pessoas que estão em minha companhia quando BEBO e falo disso, né Cumbuca Morzinha e cunhada? HAHAHA!

Continuando, fomos andando até o meu lar e, na frente da minha casa, passamos mais de duas horas nos DESPEDINDO. Como algum de MENOR pode ler o blog, evitarei algumas partes, mas posso garantir que essas duas horinhas apenas vieram a confirmar que QUÍMICA existe MUITO e que me fez entrar portão adentro RINDO sozinha e pensando que aquilo não podia ter sido verdade. Mas FOI.

Pois bem. Isso foi numa quinta, exatamente um mês depois que nos conhecemos na bendita academia. A mesma academia que levei a QUEDA, lembram? Claro que sim, foi o que mais lembraram do episódio anterior! ¬¬.3 Na sexta, fui normalmente para lá, MORRENDO de vergonha, mas fui... E toda trabalhada na falsa tranquilidade. Cheguei, dei boa noite normalmente e fiz minhas repetições de exercícios que tanto ADORO.

Na saída, ele me levou até a ESQUINA (a qual íamos juntos TODO SANTO DIA) e demos um beijo. Ele partiu e eu voltei pra casa toda abestalhada, mais uma vez.

Meu pensamento foi: Bem, se ele ficou comigo no dia seguinte, mesmo não tendo a menor obrigação, pode ser que fique rolando de vez em quando... Não foi SÓ uma vez. O pensamento lógico feminino é esse.

Sigamos. Passou o sábado, não nos falamos... Domingo todo eu passei na rua e só entrei no MSN tarde da noite, depois da última sessão de cinema e lá estava ele a dizer que ACHAVA QUE NÃO FALARIA MAIS COMIGO, e que abusrdo eu deixar ele esperando tanto tempo! ^^ Cobrança ainda super benvinda! Quem não quer perceber que o coisinha estava a fim de falar com você?

Papo vai, papo vem... Brincadeirinhas, entrelinhas, elogios, comentários sobre a QUÍMICA na quinta-feira... E eu me lembrei de uma coisa que ele sempre perguntava na academia quando meu celular tocava: "É MOZINHO, é?". Perguntando se eu tinha alguém, de forma indireta, e se era ELE ligando. E eu sempre respondia que não, claro.

Daí, DO NADA, me deu vontade de perguntar se ele tinha um MOZINHO. E perguntei. Não sei porque me veio essa ideia, já que para todos os efeitos ele era SOLTEIRO. Atenção para o segundo ÁPICE do CAUSO.

Eu: Tupperware, você tem mozinho?
pausa...
mais pausa...
mais outra pausa...

Eu pensei: Meu sexto sentido de cumbuca não me engana. Tava tudo MUITO BOM pra ser verdade.

Ele escreve, apaga, escreve, apaga... Eis que vem a resposta: Tenho, não vou mentir pra você. :(

Preciso dizer que a Síndrome de Maysa bateu forte? "Meu mundo caiu". Fiquei calada, só digerindo aquela informação e o que faria com ela.

Bem, depois de alguns minutos e ÓDIO passageiro, eu apenas disse que era uma pena ele ter um MOZINHO, já que ele havia sido o MELHOR dos melhores até aquele momento e que eu havia me tornado alguém mais exigente depois de tudo isso... E que não teria mais "a falta de ar" que ele me causava. "Adeus, foi bom, valeu". Música de Chicletão aí pra trilha sonora da minha história. ¬¬

Aí já viu, né? Ligação, mensagens... "Não é bem assim, vamos conversar... Não foi pra te enrolar, bla bla bla".

Admito que muitos me chamam de BESTA por eu acreditar nas pessoas, mas eu me coloco no lugar delas, apenas isso. E sei que eu teria sido capaz de fazer o mesmo no lugar dele, talvez.

Pois bem. A vida segue e lá vou eu para a academia na segunda-feira, no mesmo bat-horário. Está lá a criatura com expressão SUFRIDA a conversar sobre O FATO com a NOSSA amiga em comum. Passo, dou boa noite, como bem educada que sou e a mesma vem falar comigo dizendo que ele não sabia o que fazer, como agir, se tentava falar comigo, que não queria que tivesse sido assim.

Eu: An ran. Ok. Diga pra ele fazer o que quiser, mas já disse o que era pra ser dito. Tô decidida. (Quem lê, né? Até pensa).
Ele veio falar comigo, perguntar se poderíamos conversar após a academia.
Tudo bem, aceitei.

Terminei o treino e saí. Ele veio atrás e paramos pra conversar. Ele contou o que se passou na cabeça dele, que realmente namorava, que a coisa não tava indo muito bem e que nessa confusão toda, ele me conhece, se encantou e realmente foi covarde em não me contar, pois eu poderia NÃO MAIS ficar com ele.

Ouvi e disse que era f%&*%$ pra mim passar por isso DE NOVO. Ele sabia de todas as merdas que já tinham me acontecido e eu tava naquela SEM QUERER novamente. Que era uma PENA, mas que era melhor a gente se afastar. Que ele se contivesse e que me ajudasse a passar por aquilo. Ou seja: PARE de me olhar na academia, sem mensagens, sem papinho em MSN, sem suspiros no pé do ouvido a cada vez que eu passava por ele na MALDITA academia! =)
Era o mínimo que ele poderia fazer pra minimizar os malefícios a mim causados, né?

Vejam vocês: uma cumbuca pedindo pra um delicinha parar de fazer TUDO AQUILO que estava me fazendo bem. Aquilo estava me fazendo mal! ¬¬
Passou-se a segunda... Na terça rolou um abraço na ESQUINA e eu QUASE me derreto. Inferno de Dante. Mas me segurei, afinal, SOU RESISTENTE às tentações terrenas!

Acordei DOENTE na quarta por ter que ficar negando e foi apenas UMA amiga do trabalho me dizer: FILHA, META O PÉ. PODE SER QUE DESSA VEZ SEJA DIFERENTE.
HAHAHA! Ela não sabia a filosofia CUMBUCA. E eu ainda não havia atinado, pelo visto, tanto que mandei uma mensagem, que dizia mais ou menos isso:

"Acho que vale à pena tomar mais uma cervejinha contigo, se for do seu interesse, claro".

Ele respondeu??

Conto para vocês no TERCEIRO EPISÓDIO da PRIMEIRA TEMPORADA! =)

Não fiquem bravinhos, tenho que trabalhar. O dever me chama! Mais tarde continuo com a SAGA do EX COISA, o Tupperware.


Beijos,

Cumbuca Mor.

16 comentários:

  1. Meuuu Deusss!!
    Porque sempre nas melhores parte, tu "termina" a históriaaaaa..Aii que curiosidadeeeee =P
    Esse papinho de: meu namoro está mal e vc apareceu, balelaaaaaa...kkkkkkkkkkkkk
    Tô curiosaaa pra saber as cenas dos p´roximos capítulosss!!
    Bjusss Cumbuca que tanto gosto =**

    ResponderExcluir
  2. meuDeusdoceu!
    Quer nos matar Cumbuca Mor! Tô me contorcendo de tanta CURIOSIDADE! Kkkkk
    Mas novela BOA é assim né!

    Beijoquinhas

    Ps.: Tive que comentar rapidinho por causa do chefe! :D

    Ps2.: O primeiro comentário que fiz, não foi... isso é que dá CUMBUCAR no trabalho! kkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde,

    Cada um tem o que merece!Será?
    Mas quero ser sincero e dizer,aprendi a dar valor em mim,a olhar no espelho e dizer bom dia e ter certeza,vc é meu melhor amigo!Eu confio em meu "taco" e passei a gostar de mim,então,não quero ser pasado p/ trás e ser usado como tabela.
    Se eu ficar com uma garota,passar a gostar dela e depois do primeiro beijo,vir a dúvida e ainda ter que perguntar se ela tem outro no momento e ela dizer que sim,sinceramente,viro as costas e nunca mais quero ver a criatura,por mais apaixonado que eu estivesse,entendo que se fez isso com seu atual namorado,ou melhor,usou da infidelidade por puro prazer, imagina quando casar?Me diga se estou errado?Não sou nenhum santo,mas homens são formados pelo seu carater,e isso se chama canalhice.Acho isso uma sacanagem.
    Acho importante ser fiel comigo e com a minha vida,não preciso de restos,não sou de se jogar fora,sou comum,mas esperto o suficiente para entender quando separar o joio do trigo.
    As opiniões são as mais variadas e nem tudo devemos levar ao pé da letra,tbm certas coisas levamos na brincadeira,não é preciso ser um ditador,mas é que certas coisas fico indignado de como tem certos homens,muito cara de pau!!!
    Ei Cumbuca Mor,não me deleta não!

    ResponderExcluir
  4. Respondendo logo o caro Anônimo...
    Jamais deletaria seus comentários, meu caro.

    Você tem sua opinião, como cada um que lê isso aqui. Nem todos tem que concordar com meus atos ou pensamentos. Tô me expondo porque quero e porque tenho peito pra ouvir tudo que vier daqui.
    =)

    Então, infelizmente o CERTO, o LÓGICO nem sempre é o que fazemos. Eu já disse que sou de MOMENTO. Se estava me fazendo MAL negar algo que eu queria tanto, eu preferi CEDER e me jogar mesmo.

    E já comentei também que nada nessa vida é na base da fórmula. Se um homem trai, ele pode SIM se tornar um exemplo de marido mais na frente.

    As pessoas mudam, conceitos mudam, vontades passam.
    Já havia me prometido que NUNCA MAIS entraria em uma furada, ou seja, homem com namorada. Mas como uma boa cumbuca, lá fui eu de novo.

    E mais, pergunte se eu me arrependi. Não. Nunca me arrependi de nada que fiz, pois se FIZ, é porque tive VONTADE e a vontade, não falo só de PELE, foi suprida.

    Faria tudo de novo, pegaria o ex coisa milhões de vezes de novo! Eu sei o quanto foi BOM!
    =)

    A vida é assim, cada um faz suas escolhas, né?

    Beijos, querido Anônimo.

    Tantan e Miih, a curiosidade matou o felino!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Mas podem ficar curiosas, amanhã tem MAIS!

    Beijoos, suas LINDA!

    ResponderExcluir
  5. Apesar de não conhecer vc Cumbuca Mor,pelo seu blog e suas postagens,vejo vc da seguinte forma!
    Uma situação :
    Vc é uma personal trainner e esta na academia trabalhando.O seu namorado esta trabalhando e lá no trabalho dele perguntam:
    _E a namorada Brad?
    _A sim,a Jolie esta dando aula,to com saudades.
    _A Jolie na academia : e um fã
    _Nossa fessora,mas tu é linda heim
    _A Jolie :Thanks my friend,tenho namorado e sou muito profissional,não misture as coisas.
    É assim que vejo vc.
    Mas como sou sem tampa,tenho o direito de falar sobre certas pessoas que não são fiéis,detesto desculpas esfarrapadas.Como vc,tbm passei por poucas e boas e vou entrar em deprê se não comentar.
    Mas esta escrito,temos que passar por muita coisa na vida,boas e más,a vida é assim mesmo,sem ousadia não vamos a lugar nenhum,meus melhores momentos na vida amorosa,foram vividos quando era proibido,era pura adrenalina,me deixava sem ar,sabia que o que eu fazia era errado,mas era gostoso,ambos viviam o momento,uma louca aventura,tenho saudades,mas esse assunto jamais poderei revelar,mas é inesquecivel ter vivido toda essa adrenalina,no limite extremo!
    Quero pedir desculpas a vc Cumbuca Mor,eu estava mesmo é criticando o carinha ,mas homem que é homem sabe o que vou dizer,somos todos canalhas,pode crer!

    ResponderExcluir
  6. Então, Anônimo...

    Tenho meus conceitos sobre infidelidade, sobre tudo isso que você falou. O namoro dele não deveria ir muito bem das pernas mesmo, e sei que eu não deveria estar na vida dele naquele momento, mas estava e foi bom pros dois.

    E discordo de você quando diz que TODOS os homens são canalhas. Todos podem até fazer suas merdinhas, mas podem, UM DIA, deixar de ser com alguma mulher.
    E mais, não me convém ficar pensando se fulano é ou não é canalha comigo, se foi com a namorada, vai ser comigo.

    Se a gente for viver pensando nisso, não se envolve com ninguém. Todos merecem um voto de confiança e até que se prove o contrário, eu confio sim.

    E sobre a impressão que você tem de mim, nem eu sei bem o que sou... Depois desse Ex Coisa me conheci muito mais. Fiz e senti coisas que nunca pensei. Pra você ver como é o ser humano.

    Obrigada pelos comentários, viu?

    Continue conosco por aqui!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Tô por aki tbm La Cumbuquita. aguardando os próximos capítulos da novela de sua vida cumbucal.
    Como uma boa cumbuca que sou tbm tenho desses dramas e depois do que me aconteceu hj descobri que sou uma cumbuca trincada. :(

    P.S. se eu contar a minha história a um carroceiro,até o burro dele chora! kkkkkk

    Bjosss

    ResponderExcluir
  8. Olha Cumbuca, mtoo curiosa..tah igual programa de televisao, na melhor parte sai p/ comercial..

    Ahh sem querer me intrometer na sua conversa com o Anonimo, mas eu entendo perfeitamente oq vc diz, bem vc sabe q algo parecido aconteceu, oq difere é q eu sempre soube..Sei la, a coisa simplesmente aconteceu, e qdo vi estava envolvida, apaixonada..

    E se eu me arrependo?? Nada, nada..depois desse caso tmb conheci uma outra pessoa em mim q nao conhecia..passei a ver as coisas de um outro jeito..Sabe eu tinha um pensamento mto certinho, td programado..e esse caso me fez sair desse controle, oq foi bom..Nao consigo explicar oq de fato mudou, mas adorei descobrir a pessoa q existia em mim, e a mudança no meu jeito de pensar..Ate o caso fala q eu mudei mto..

    Mas enfim, tem coisas q eh bom passarmos, nos faz crescer..

    Bjsss

    ResponderExcluir
  9. Concordo com a amiga do conselho "se joga e vá ser feliz" já passei exatamente por isso e me fazia mais mal negar o que estava muito afim de fazer do que me jogar e depois descobrir que fui só mais um casinho, enquanto durou o casinho foi bom demais!! Aproveitei mesmo, sem medo de ser feliz!! (é assim q os homens fazem né?) O importante nestes momentos é manter os pés no chão e não ficar fantasiando, é só diversão e ponto!! (muito difícil virar outra coisa).
    E não nos deixa muito curiosas não, conta logo as cenas dos próximos capitulos. rsrs

    ResponderExcluir
  10. Amada Cumbuca,

    Apesar de hoje me encontrar em estado panelal, não canso de ler sobre a sua vida de cumbuca, bem como de todos os seus discípulos cumbuquinhas, e me identificar, porque, como você sabe, eu já cumbuquei muito nessa vida.

    O que posso dizer a você sobre este post é que a sua pessoa está certa, você ficou com o cabra na ignorância (a ignorância é uma dádiva), depois quando descobriu que ele namorava, já tinha rolado um envolvimento. Aí, minha filha, você já sabe da minha opinião: a namorada é dele, o relacionamento é dele, se ele não respeita, por que motivo, razão ou circunstância você respeitará?

    Então se joga, Cumbs! Todo mundo busca liberdade, e não tem coisa pior do que ficar escrava dos próprios sentimentos. Aí muita gente vai dizer que é errado, e que você vai sofrer, e eu vos digo: errado é ficar infeliz, e sofrer, bom, já disse o bom e velho Carlos Drummond de Andrade: a dor é inevitável. O sofrimento é opcional.

    Grande beijo para a sua pessoa!

    ResponderExcluir
  11. Não bastasse comentar pela primeira vez, vim fazer um adendo que acabou de me ocorrer com base nas nossas últimas conversas.

    Você pode ver esta história com o ex-coisa de duas perspectivas: a da cumbuca e a do recheio. Sim, porque ele, naquele momento, era uma panela com recheio. E ser recheio, minha cara, é melhor do que ser cumbuca.

    Apareça para divagarmos. Grande beijo!

    ResponderExcluir
  12. Voltei no post anterior para me antenar da história! Muito divertido, dona cumbuca, rs!

    a Síndrome de Maysa bateu forte? "Meu mundo caiu".

    Adorei a síndrome de Maysa hauhauhahuau!
    Grande abraço.

    Taffarel Brant
    instanteimpreciso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Fabi, cumbucas sempre dão uma trincadinha, mas nada que uma nova camada de barro e uma moldada não nos deixe novinha em folha. Acho que a nossa mais admirável capacidade é a de nos regenerarmos.
    Eu não passo um mês na fossa, posso até passar seis meses querendo alguém, mas não fico mal nem deixo de viver o que é pra ser vivido. Força no barro e vamos adiante, viu?
    =)

    Bruna, você falou e disse. Isso da gente se conhecer melhor, aprender a lidar com nossas fraquezas, admitirmos que temos essas fraquezas, na verdade, faz parte do processo pra um crescimento.

    Até porque ASSUMIR já é uma evolução. Dizer que somos fodas e fortes e ficar nos corroendo por dentro, não faz bem! =)
    Adoro conversar com você, dona Bruna! =*** Beijos

    Adriana é nova nos comentários, né? Vi um comentário seu em outro post! =)Benvinda, querida leitora nova! hehehe

    E sobre seu comentário, é isso mesmo. Mas existe uma diferença: NÓS, mulheres, nos JOGAMOS sem saber no que vai dar, sem um chão firme, sem um retorno do cara, a gente consegue viver certo tempo com um TALVEZ. Os homens, não. Eles se JOGAM quando SABEM que não vão se envolver, eles geralmente dizem que não vão ficar apaixonados e NÃO FICAM (com exceções, claro). Caso eles percebam que o terreno não é tão firme assim, eles DÃO NO PÉ.
    Pode ver que a maioria dos carinhas querem namorar aquelas mais certinhas, as que vão dar menos trabalho...
    Pois eu ADORO ser mulher, adoro me jogar e adoro emoção. Uma atrás da outra!

    Beijos, e hoje continuo LA VDA DE LA CUMBUQUITA.


    JU, minha cara! Uma honra ter comentários seus aqui, sempre muito construtivos. Ju é minha amiga e me conhece BASTANTE. Ela já foi cumbuca e hoje, como ela mesma disse, é uma panela com tampa. Mas por ter sido uma de nós, nos entende e sabe o que diz! hahahah

    Faço minhas as suas palavras. Claro que o fato de eu ter TRAÍDO outra pessoa, a namorada dele, me incomoda e muito, você sabe disso. Madre Tereza de Calcutá às vezes baixa em mim e eu penso mais NELAS do que em mim. Enfim. E é bom ser recheio também! hahahaha

    E mais, NUNCA DIGO NUNCA. Hoje meu pensamento é o de não querer mais, mas quem sabe o dia de amanhã? Vou vivendo, deixa rolar! =)

    Taffarel, colega do twitter, obrigada por ler meu drama! kkkkkkkkkkkkkkkkkk! Maysa de vez em quando dá uma aparecida na minha vida, mas nada permanente! hahahah! Leia os próximos capítulos! Mais tarde atualizo! =)

    Beijo para todos e todas que estão lendo sem comentar e para os lindos que deixam suas ricas opiniões aqui!

    Cumbuca Mor.

    ResponderExcluir
  14. Cumbuquinha você é terrivel..estou aqui agora morreeeeeeendo de curiosidade!
    É aquela coisa né essa de curtir com ele e ele com mozinho pode levar a você ver coisa aonde não tem..esse conselho da sua amiga foi otimo kkkk nao aguentei aqui lendo o trecho "metee o pé"
    Aguardo loucamente pela resposta dele kkk
    Beijão cumbucaaa!

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. O pior são os conselhos que nos dão, que conscientemente sabemos que são totalmente errados, mas na hora H, meu bem... queremos ouví-los mesmo.
    Ô vida, ô quedinhas, ô desejos... lascam a gente.

    Usted eres muy guerrera, cumbuquita. (espanhol fajuto) rs

    ResponderExcluir

Comente aqui ou envie a sua história para souumacumbuca@gmail.com. Ela será avaliada e postada com pseudônimos. Os textos estão sujeitos a correções de ortografia e de gramática.