segunda-feira, 21 de junho de 2010

Post do Leitor: Resposta de um AMIGO RECHEIO





Caros leitores, não aguentei a ansiedade e resolvi postar
LOGO um texto enviado por um EX AMIGO RECHEIO.
Deveria postar amanhã, mas ele está TÃO BOM, que quis compartilhar
com vocês de imediato.

Devo adiantar que essa será uma SAGA, quase que um seriado.
Além do nosso novo colaborador escrever muito bem, ele tem histórias
sem fim para nos contar e esse é só o primeiro deles.


Segue a contribuição ilustre e irreverente do meu ex Amigo Recheio Mor
(seu pseudônimo daqui por diante).


Queridas amigas cumbucas,

Como um bom e fiel “amigo recheio” que sou, não poderia deixar de fazer uma breve abordagem sobre o que passa pela cabeça de um “amigo recheio”, ou seja, como ele vê essa deliciosa relação de amizade colorida (observem que o “deliciosa” expressa muito bem a minha satisfação em ser um “amigo recheio”).


Primeiramente, antes de expor parte de minhas experiências, lembro que a escolha do “amigo recheio” é fundamental para que a amizade colorida alcance o fim pretendido, ao invés de se tornar mais um pesadelo, ou seja, é indispensável que seja realmente um AMIGO confiável, sincero, decidido, dentre outras qualidades, para que a relação colorida não afete a amizade (conforme já postado pela cumbuca “ultra mor” em postagens anteriores).

Ao ler, você deve estar se perguntando: como vou conseguir ter tesão em um amigo de verdade? ... Procure bastante, que com certeza você achará aquele amigo fofo e safado (ao mesmo tempo), que também lhe acha uma gracinha, mas que não dá em cima de você, com medo de perder a amizade, por justamente querer o mesmo que você: agarração total sem compromisso naquelas horas de solidão cumbucal. É indispensável também observar a ausência de intenção de fazer romance, ou seja, não dará certo utilizar como recheio, um amigo muito recente, o qual se aproximou da sua pessoa justamente com essa intenção, pois o resultado disso pode ser fatal para a amizade, caso um dos dois queira extinguir a relação de preenchimento provisório duplo de cumbucas. Ta aí outro segredo de sua relação com amigo recheio: deve-se utilizá-lo provisoriamente enquanto você não possuir uma COISA.


Na minha opinião não há nada melhor que ser um “amigo recheio”. É como namorar secretamente com várias pessoas que você adora de verdade, e com as quais tem o maior cuidado, não havendo sequer espaço para crises de ciuminho, além de outros pontos negativos de um namoro. Muito pelo contrário: procuro sempre dar força as minhas amigas cumbucas carentes, para que as mesmas obtenham sucesso nas relações com suas respectivas COISAS. Você pode ter quantas amigas cumbucas quiser, pois elas não ficarão fuçando seu orkut, nem seu celular para saber quem você anda pegando, pois quando falei “secretamente”, me referi à sociedade, pois perante esta, sua amiga cumbuca, a qual você dá uns pegas, é aparentemente uma amiga do peito.

Pensem comigo: “nada melhor que um amigo de verdade, que além de mostrar sinceramente como funciona a mente masculina, ainda lhe dá uns pegas”. Pois é. O “amigo recheio”, muitas vezes é pra toda vida, ainda que um dia ele continue amigo e deixe de ser recheio (que é o mais importante que deve acontecer). Ele te entende como nenhuma COISA te entenderia. Ai você se pergunta: então por que não namorar como meu “amigo recheio”? ... PELOAMORDEDEUS nunca pense nisso. O motivo mais claro para ilustrar que isso lhe levará à beira do precipício, é o fato de vocês se conhecerem muito bem. Como postado anteriormente, 99,9% dos homens traem (hahahahah..) ainda que muitos digam que amem suas namoradas/esposas.

Portanto, será impossível você e seu amigo recheio conseguirem fingir ou mentir um para o outro, devido à estreita relação de amizade. Ai você pergunta: Mas as pessoas quando se casam não têm que ser amigas? ... Com certeza. Mas é algo muito distante da relação íntima entre a cumbuca e seu “amigo recheio”.


Passaria a noite escrevendo sobre o que é ser um “amigo recheio”, porém, a fim de encurtar um pouco o texto para que não se torne cansativo, deixo minha última consideração: por mais que eu conte minhas experiências como “amigo recheio”, vocês nunca vão saber como é se não provarem. Ultimamente, por ter namorada, suspendi minhas relações como “amigo recheio”, uma vez que minhas amigas cumbucas do peito, por serem tão amigas, nunca contribuiriam para o fim do meu namoro, me criticando inclusive, se sonharem que eu chifrei minha namorada. Porém, caso meu namoro venha ao fim, nada impede de nos darmos uns pegas novamente, assim como pode ser que sejamos apenas amigos pra sempre, podendo darmos ótimas risadas lembrando do nosso passado. Brevemente postarei mais experiências sobre “o que é ser um amigo recheio”. Espero ter contribuído com as queridas cumbucas de plantão.

ps.: um grande beijo para minha cumbuca predileta, criadora do blog :*



By Amigo Recheio Mor.

5 comentários:

  1. Esse com certeza foi o melhor!

    ResponderExcluir
  2. Concordo em gênero, número e grau! Hahaha!

    Esse depoimento é valiosíssimo.

    Guardem para todo e sempre essas palavras
    do AMIGO RECHEIO MOR!

    Ele estará presente neste blog como
    colaborador!

    =)

    Obrigada pela visita, Baby! =*

    ResponderExcluir
  3. Muito importante a perspectiva masculina aqui ;DD
    Adooorei!!

    =)

    ResponderExcluir
  4. Podem usar esse AMIGO RECHEIO como um oráculo masculino! hahahah!

    Vou pedir que ele interaja com vocês através de comentários com o seu pseudônimo: Amigo Recheio Mor.

    =**

    ResponderExcluir
  5. Ou melhor, um HOMEM para ser QUESTIONADO sobre diversas questões "cumbucanas" por nós, mulheres!

    Que tal?
    =)

    ResponderExcluir

Comente aqui ou envie a sua história para souumacumbuca@gmail.com. Ela será avaliada e postada com pseudônimos. Os textos estão sujeitos a correções de ortografia e de gramática.