quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Deixar x Desistir





Olá, moçada bonita!

Acho que minha inspiração está me visitando mais vezes por esses dias e hoje de madrugada, junto com minha insônia, vieram os seguintes pensamentos:

Qual a grande diferença entre DESISTIRMOS de alguém e DEIXARMOS alguém? Quais são os efeitos PÓS desistência? E os PÓS abandono?

É... Existe um abismo e vou exemplificar para vocês.

Peguei-me analisando o que eu sentia por aqueles que eu havia dado o pé na bunda e por aqueles que eu tive que pular do barco, ou por eu ser a "segunda" (pra não dizer outra) e ter me envolvido, ou pelo cara ser um panaca mesmo, entre outros motivos.

Bem, quando você vê um filme romântico, que dá tudo certo no final, ou pra quem viu o último episódio de Sex and the City, não há comparação melhor, a gente que é cumbuca, sente aquela tristezinha e sempre lembra mais de UM ou OUTRO, aquele que você queria que tivesse dado certo.

Esse é aquele que você desistiu (ou até o que te deu o fora) e você até pensa: "Poxa, e se eu tivesse aguentado mais um pouco?".

Ps.: Esqueça esse SE... Se não foi, é porque não teve que ser. Você é linda e maravilhosa, desistiu porque ele era um zé mané.

Quem você deixou é super tranquilo... Você vê a foto dele com a namorada no orkut e até deseja que eles estejam bem, não se incomoda mais. E esse pode ter sido aquele amor ROXO, que você achava que jamé sentiria por outro o que sentiu por ele (e pode nem sentir mesmo), mas acabou.

Esse tá mortinho e enterrado, não tem reza que faça isso mudar.

Outra coisa que observei... Quando a gente está ficando com alguém, está até bem, sem tantos dramas, aí você viaja para aquela praia bonita, rola aquela cena de filme e você se pega pensando: "POXA, ISSO AQUI COM FULANINHO SERIA TÃO BOM".

Lascou, saiba que esse aí ainda mexe com você, que ele não está tão morto quanto você achava e ainda vai habitar seus pensamentos por umas temporadas. A merda é essa, acho que cumbucas tem o poder de transformar seus EX coisas e recheios em fantasminhas camaradas.

Além da capacidade de ficarmos amigas dos infelizes, tem aqueles que sempre marcam presença (seja de corpo presente ou quando visitam sua mente), e adivinham, como bons fantasmas, a época em que você estava começando a se desvencilhar da vida mundana e até engrenando em algo com aquele carinha que parece ser legal.

Ps.: Esse legal não pode competir com aquele "cafanalha" que te fazia suspirar e tudo mais.

É onde mora o perigo e onde voltamos ao CICLO NATURAL DA CUMBUCA: DEIXAMOS o atual (ou não, pode-se acrescentar), e pegamos aquele que nós achávamos que havíamos DESISTIDO.

O que fazer com tudo isso? Mais uma pergunta sem resposta. Tentemos evitar certos espíritos, façamos uma reza, tentemos fechar os corpos para esses Exus! =)

Acho que é o caminho enquanto não encontramos uma saída mais agradável, porque se tem uma coisa que odiamos fazer, É EVITAR!

Por hoje, é só.

Ah, gostaria de informá-los de que estou selecionando os melhores posts para colocar em um livro que será vendido em uma editora virtual. Virão algumas coisinhas extras também pra engrossar o caldo, mas quando tiver pronto, informo por aqui!

Quem quiser ajudar, pode votar nos 5 melhores (ou mais, se quiserem) e envie-me por e-mail: souumacumbuca@gmail.com


Beijos e até a próxima inspiração!


Cumbuca Mor

5 comentários:

  1. Salve, salve Cumbuca Mor!
    Em primeiro lugar, gostaria de parabenizá-la pela iniciativa do livro! Amei a ideia!!
    Depois pela sua inspiração... haha
    Quando li esta frase:"POXA, ISSO AQUI COM FULANINHO SERIA TÃO BOM", pensei... Caramba, eu fiz isto mês passado de férias em Porto Seguro! kkk
    E o perigo é visivelmente INEVITÁVEL! Quem mandou eu nascer CUMBUCA, né!

    Beijoquinhas

    ResponderExcluir
  2. Ei mto bom isso, eu estou super me identificando com uma cumbuca, acho q realmente já me considero uma!!!
    Qro mais diquinhas Ó grande cumbuca!!!
    bjuss

    ResponderExcluir
  3. Curti mto seu blog, cara!
    To ate ceguindo aki!
    Qd puder, conhese o meu tb!
    www.falonacara.com.br que vç vai rir mto tb!
    bjks e parabens!
    @Jenefercullen

    ResponderExcluir
  4. Saudades de acompanhar o blog..
    Vc continua inspiradíssima, divertidíssima e eu continuo me identificando com a maioria das suas palavras.. rs..
    Sucesso com o livro!!!

    Vou ver os posts antigos pra votar no que eu mais gostei!! =)


    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Tudo verdade...
    Vc é uma guru!

    Sabe tudo de cumbucas e afins...

    E a idéia do livro é fantástica. Amei! (quero tb!) kkkk Brinks!

    E com minha experiência de vida, seus relatos e outros 'depoimentos', posso concluir que: homem tem medo de mulher que se garante... não tem que ser carente, mas não pode colocar medo nele! ele tem que se sentir mais, poderoso, viril, saca?
    Conversar muito, sobre tudo... não! Eles se sentem ameaçados sim! Difícil um homem que gosta de uma mulher sabida, inteligente, antenada, esclarecida...

    Se for bonita então... Rá! Correm muito!

    kkkkkk

    Beijos!

    ResponderExcluir

Comente aqui ou envie a sua história para souumacumbuca@gmail.com. Ela será avaliada e postada com pseudônimos. Os textos estão sujeitos a correções de ortografia e de gramática.